quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Terceira Semana no Níger


Continuando...Sábado foi nosso dia de descanso, e fomos almoçar na casa de dois missionários muito abençoados aqui, a Telma e o Roberto. Tivemos o privilégio de saborear uma comida bem brasileira com os outros missionários, e então tivemos uma apresentação com data show e tudo mais sobre o Níger e alguns lugares próximos daqui. Vimos várias fotos, ouvimos várias histórias (inclusive sobre perseguição), e “conhecemos” alguns outros lugares africanos.
Foto com a família do Jader e da Eliane, nossos queridos anfitriões daqui
O Níger pode ser muito deficiente, mas em certo ponto é apaixonante, pela simpatia dos africanos e pela necessidade que nos chama.
Foi um tempo muito gostoso ali na casa deles, e ouvir tantas histórias lindas do que tem acontecido com eles ao longo do tempo nos deu mais esperança para com esse povo tão abandonado.

Domingo fomos conhecer a igreja deles. É bem diferente da igreja do pastor Moussa já que é dirigida por brasileiros. Lá tinha violão e o batuque. E foram muitos africanos, que dançavam com alegria e pareciam ser muito compromissados com Deus. Fomos com nossas roupas típicas africanas. É o mesmo pano, com modelo diferente! (brega!rs)

No domingo mesmo fomos arrumar nosso próximo postinho, que agora é nessa igreja (do Roberto e da Telma). É o postinho mais arrumado até agora. Tem banheiro de verdade (nao é só buraco) e tem pia na farmacinha, além de podermos lavar as mãos mais frequentemente.

Consultório
Sala de espera. Eles assistem o filme Jesus enquanto esperam atendimento.
Farmacinha
Sala de triagem
Segunda começamos cedo. Ainda ninguém tinha chegado (até achamos estranho), mas aí abriram as portas e veio muita gente! Tivemos que distribuir senhas limitadas e pedir pro restante voltar no dia seguinte. Sempre vai muita gente querendo atendimento, pq os nigerinos não têm acesso a profissionais da saúde. Muitas pesoas moram longe, e chegam 6 horas da manhã pra conseguir ficha. Éh...está parecendo um SUS. 
Nessa igreja os atendimentos são só na parte da manhã (na verdade...até umas 2h da tarde) devido a outros compromissos. Mesmo sendo menos tempo de atendimento, temos nos sentido muito cansadas. O bairro em que estamos agora é muito muçulmano e o clima parece mais pesado. Talvez outro motivo seja que muitos desses muçulmanos que estamos atendendo também são animistas e trabalham com feitiçaria e um tipo de macumba. Várias doenças não têm explicação e então os pacientes contam que tal pessoa fez um trabalho pra eles que resultou naquilo. Tanto é assim, que algumas grávidas não querem nos contar que estão por medo de inveja ou das outras pessoas ficarem sabendo e fazerem algo... Há quem acredite nisso e quem não acredite...Nós acreditamos, mas cremos também que o poder de Deus é maior, e por isso oramos com todas as pessoas.

Nesse lugar também tem muita gente doente, muitos anêmicos (praticamente todo mundo) e desnutridos, casos de febre tifóide entre outros.

Teve o caso dessa senhora (foto abaixo) que estava com os pés muito rachados, mas quando a Ana Rute começou a orienta-la sobre como hidratar a pele, protegendo de infecções, ela sorriu e disse em zerma: "Sou velha, quase a morte, quero que atenda minha neta, porque pra mim não há mais jeito". A Ana respondeu que ela tinha grande valor, e que queria cuidar dela também, mas ela sorriu de novo e repetiu a mesma coisa....

Em compensação tem uns bebês (geralmente aqueles menores de 6 meses, que estão só no peito, e por isso ainda não são desnutridos) tão lindos que temos que tirar foto!





No primeiro dia alguns atendimentos já nos chocaram. Vimos uma ferida com aspecto de Leishmaniose, do comprimento de um dedo. A ferida já está assim a mais ou menos 1 ano e eles só se tratam com a medicina tradicional do curandeiro aqui, que é colocando folha por cima e cobrindo com gase. O bom é que as moscas nao chegam perto. Mas nao tem nem como explicar como era o cheiro dessa ferida, e o quanto ela estava infectada. Fiquei pensando até quando ia ficar assim se nós não viéssemos?! Descobrimos um tratamento pra Leishmaniose que dá pra fazer aqui. Vamos ver se dá resultado mesmo.

Os tais dos curandeiros...meu Deus...não são como os das tribos indígenas que realmente têm ervas que funcionam não. São daqueles que fazem nada com nada e só pioram os casos. Por exemplo, uma menina com o joelho inchado estava cheio de cortes na perna. O curandeiro fez os cortes pro sangue ruim sair e o joelho desinchar. Correndo risco de infeccionar o joelho e fazer a menina perder a perna. Vê se pode?!

Infelizmente tivemos um caso muito triste, que foi nossa primeira perda aqui. Na terça chegou uma mãe com um bebê de 40 dias pesando 1,800 Kg (definhando). Pra quem não sabe, um bebê saudável nasce com mais ou menos 3 Kg. Imaginam o que é um de 40 dias pesando quase a metade disso?! A criançinha quase cabia no nosso antebraço. A mãe estava desesperada. Percebemos que a criança tinha uma boa pega, mas dormia ao amamentar. Incentivamos a mãe a amamentar e acordar a criança quando ela dormia pra continuar mamando, e demos 20ml de NAN. Ficamos com ela em observação durante a manhã, e dissemos para a mãe voltar no outro dia.


Na quarta ela voltou e ficamos muito alegres porque a bebê já tinha ganho 30g. Mas hoje, na quinta feira ela não resistiu e faleceu durante a madrugada. A mãe foi até nós pela manhã chorando muito. E contou que o marido não deixava ela se alimentar durante a gravidez, e ela teve que voltar pra casa da mãe pra tentar se cuidar, mas passou muito mal até o nascimento. Parece que tem algo a ver com a segunda esposa do marido.

Nossa....foi como se fosse nossa perda. Paramos os atendimentos e choramos junto com aquela mãe, pedindo a Deus pra consolá-la. Não tem como explicar a dor daquela mulher. Se pudéssemos tiraríamos a dor com as mãos...Depois de um tempo ela disse que aceitava Jesus como Senhor e Salvador da vida dela, pra que Ele possa protegê-la de todo mal e pra que Ele abençoe e a dê uma gravidez saudável da próxima vez.
O clima já pesado ficou mais pesado ainda. Foi muito triste...Já se passaram mil coisas na minha cabeça depois desse episódio. Como qual foi a causa da morte?Será que ela engasgou ou aspirou o leite?Será que ela já estava mesmo morrendo e nao podíamos fazer nada?Será que se tivéssemos um local para internação ela teria aguentado?! Não tenho respostas...mas tenho certeza que fizemos tudo o que podíamos, e aquela mãe sabe disso, porque foi buscar em nós consolo e creio que ela sentiu o amor de Deus em nós.

Hoje foi até nós uma grávida de 6 meses que aparentava estar súper desnutrida. Ela era alta e pesava em torno de 58 Kg (pra quem me conhece - Stephanie - e sabe que sou magrinha, é mais ou menos o meu peso). Não dava pra acreditar! Ela não tinha nada pra comer e só consumia a boulle (farinha com água ou leite fermentado), ou seja, nada de vitaminas para o bebê. Casos tristes, que precisam de acompanhamento.

Do ponto de vista nutricional temos descoberto (com o povo mesmo) algumas alternativas de alimentos que contém muitas vitaminas, proteínas e minerais e são usadas para combater a desnutrição aqui, como é o caso da moringa, que vale a pena ser estudada por todas as suas propriedades.

A situação desse povo é realmente muito triste. Tem uma equipe americana aqui fazendo uma Conferência pra encorajar os cristãos missionários e nigerinos que estão aqui. E eles trouxeram muita esperança ontem pra nós ao nos lembrar que Jesus trabalhou com 12 discípulos, e esses 12 mudaram a história do mundo todo. Logo, Deus pode usar um....ou nós 4 pra mudar muita coisa por aqui.

No mais estamos nos preparando pra ir pro interior na semana que vem. Graças a muitas novas doações que recebemos, poderemos comprar muito mais remédios para levar, além de vitaminas, alimentos e suplementos (A Ana e a Jéssica já estão no laboratório com uma lista enorme de coisas pra comprar). Então muito obrigada a todos aqueles que se preocupam, e tem nos ajudado financeiramente, torcendo e com orações. Talvez semana que vem no interior nao teremos acesso a Internet, mas temos a expectativa de que será a melhor semana até agora!

Mudando de assunto, quarta fomos no shopping de novo (aquele Shopping bonito que vcs já conhecem, o Grand Marche) pra comprar véu e roupas porque aqui suja demais e estamos ficando sem, além de que não está dando certo usar roupa rosa com véu azul por falta de opção neh?! Como véu é baratinho, fomos as compras e encontramos algumas coisas interessantes no caminho.

Muçulmanos orando durante o trabalho
Entrada do Grand Marche e o transito bagunçado
Comprando véus
No fundo o Grand Marche
Lixo...muito lixo
Vou ficando por aqui...
Abraços...

7 comentários:

  1. Haja coracao para ler essas historias. Quanta miseria e tristeza, e imaginar que o que vcs tao contando eh o minimo do minimo nao eh? Mas eh uma experiencia tremenda e com certeza o fruto esta sendo plantado, e o mais bonito de tudo, ja esta sendo colhido imediatamente. Quanto ao bebezinho, tadinho, fica mais claro de entender o que Jesus disse, 'deixai vir a mim as criancinhas, porque delas eh o reino dos ceus'. Com certeza ele ta melhor na gloria com Jesus do que nesse sofrimento da Africa e do mundo em geral. Vcs com certeza fizeram o que podiam e o mais importante de tudo mostraram o amor de Deus a essa triste mae. Nao so amor, mas compaixao, esperanca e uma vida em Cristo. Gloria a Deus pela vida de vcs.

    ResponderExcluir
  2. Sara e Ana Beatriz19 de janeiro de 2012 18:01

    Meninas, e tia Rute:
    seus posts são sempre muito esperados por todos nós!!
    Temos certeza de que o povo do Níger e os missionários clamaram a Deus pela ida de vcs e foram especialmente atendidos. Que Deus as renove nas forças, saúde, mente e espírito para essa semana distante. Amamos vcs!!

    ResponderExcluir
  3. Meninas,
    Fico muito feliz por voces... Que Deus continue fortalecendo cada uma!
    Jeh, tamo junto!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. Meninas (lindas!!!)

    É motivo de muito louvor e gratidao ao Senhor pelo cuidado que Ele tem tido com voces.. é resposta as orações das mães, com certeza!
    Que o Senhor dê muita graça a suas vidas e tenham suas forças renovadas a cada dia, pra continuarem sendo abençoadoras desse povo tão carente. Fico aqui com o coração apertado mas muito orgulhosa pelo trabalhode voces.
    o que estão fazendo não tem preço e a recompensa vçs terão na eternidade.. Fiquem firmes!!!
    bjs,
    Celma
    ET: até que são umas bregas muito chiques, rsrs

    ResponderExcluir
  5. Ana, meu coração se enche de alegria em ler as notícias todas. Como Deus é maravilhoso e levou vocês na hora certa. Com certeza tudo tem seu tempo e o de Deus é perfeito. E essa parceria de vocês é a melhor e a exata para mudar a história do Niger, afinal Deus está no comando. Estamos de cá orando na certeza de que tudo irá bem. Fiquem com Deus, pois Ele é a vossa força. Beijos. Ruth Maciel

    ResponderExcluir
  6. Ei meninaas.. Leio os posts d vcs c lagrimas nos olhos, ms coração alegre por ver a mão d Deus agindo atraves d vcs... Jessica, te amo amiga, e meninas, amo vcs tb sem nem ,sm conhece las pessoalmente. Estou orando por vcs e pelo povo, bjs

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo trabalho tão maravilhoso... que Deus as abençoe ricamente

    ResponderExcluir